Na Meta Final...

02 novembro 2007

Chegou-me há pouco o primeiro lote de livros provenientes da gráfica. Devo confessar que estava com um pouco de receio a nível da capa, pois neste modelo de impressões não se consegue tirar provas de cor antecipadamente, e apenas com a sucessiva, cara e demorada impressão de exemplares ostentando diversas tentativas se conseguiria confirmar a melhor versão.

Mas felizmente as notícias são excelentes.

Estou mesmo muito satisfeito com o resultado.

Talvez a capa pudesse ser um pouco mais iluminada, as letras um pouco mais fortes ou numa outra família, a contracapa com menos texto, e a impressão em Print-on-Demand com um tudo-nada de tons mais vivos... Mas também sei que é o meu crítico interior a funcionar. Quem viu, adorou. E, sim, o miudo dentro de mim que iria deparar-se com isto numa livraria sem ter sido avisado também começou a pular...

Na verdade, fiquei tão contente que mandei imprimir mais um lote, convencido de que se vai vender no Fórum Fantástico que nem pãezinhos quentes...

Assim que o evento terminar, será tempo para começar a enviar aos autores os exemplares prometidos. Como devem calcular, a prioridade aqui está em chamar a atenção do público.

Nesse sentido, perguntarão, que esforços estarão a ser feitos, ou o que se planeia fazer?

Bem, muito dependerá do que aconteça no Fórum e na reacção face ao livro. Sei que haverá uma bancada para venda organizada pela Bulhosa, mas aguardo o contacto da responsável para combinar a colocação do livro.

Isto leva-me a fazer uma consideração sobre o próprio Fórum e a colocação do evento.

A minha postura perante o mesmo é dupla:

  • estou bastante agradecido aos organizadores por aceitarem que lançasse o livro no Fórum sem contrapartidas financeiras nem de outra natureza, uma vez que não sou uma casa editora nem tenho a agilidade promocional que as participantes este ano (Bertrand, Saida de Emergência, Livros de Areia) terão;
  • mas também estou relativamente apreensivo pela hora e dia em que o lançamento decorrerá, pois de todos os dias do evento, não é de longe o mais apelativo; apenas sábado nos daria a maior exposição, e inclusive sexta-feira permitiria que os curiosos começassem a chegar. O primeiro dia de quaisquer encontros, em particular a meio da semana, nunca é de modo algum o mais frequentado.

Isto não é uma crítica, mas um facto, e como facto há que adequar as nossas expectativas. No entanto, participarei numa mesa redonda no sábado de manhã juntamente com Bruce Holland Rogers, João Ventura e Rogério Ribeiro, moderada pelo Luís Rodrigues, sobre ficção curta, e espero conseguir colocar um «plug» para o nosso livro.

Afinal o que interessa mesmo é que esteja disponível e visível na livraria, e as pessoas se apercebam da sua existência.

Nem que seja preciso efectuar novo lançamento, extra-FF, algures até ao Natal.

Também tenho previsto:

  • colocação de exemplares em alguns pontos de venda previlegiados, com os quais já iniciei conversações;
  • a eventual publicação sob uma chancela editorial, que se mostrou interessada e que espero que fique mais ainda perante a obra solidamente feita;
  • difusão da obra e do lançamento pelos meios de comunicação, mediante os contactos que possuo e outros que pretendo descobrir...

Neste último aspecto, se autores e conhecidos tiverem ideias, sugestões, contactos ou algo nesta senda, agradecia as vossas indicações.

E quanto ao Brasil?, perguntarão - e bem. Contribuiu com metade dos contos e agora a divulgação e publicação é apenas portuguesa?

Obviamente que não, mas por uma questão física, logística e de oportunidade, é a que comecei a dar prioridade.

O que não significa que não tenha ideias para concretizar. Mas aqui vou precisar da vossa ajuda. Vou precisar de um contacto principal da vossa parte. Alguém que me saiba aconselhar na disseminação publicitária, que sirva de elo de ligação com esse mercado, e também alguém que, a par dos meus esforços aqui, esteja disposto a colocar livros nos melhores pontos de venda por sua iniciativa e investimento autónomos. Contactem-me pelo email.

3 comentários:

João Ventura disse...

Olá Luís
Satisfeito em saber que "Habemos librum!" (o latim é macarrónico mas o que conta é a intenção :)

Também vou estar nessa da ficção curta. Could be fun...

Abraço

Gabriel Boz disse...

Mais uma vez deixo minha satisfação e alegria de estar dentro dessa bela obra...Contacta-lo por e-mails farei ;) Abraços - Boz

Luís Filipe Silva disse...

João - os excluídos serão sempre os primeiros :) Sorry, já corrigi, devia ter confirmado no site do FF primeiro...

Gabriel - óptimo. Fico a aguardar.

Abraços!